Calvície em mulheres

Calvície em mulheres

Estima-se que no Brasil 40 milhões de pessoas sofram com a calvície e, uma entre cada cinco mulheres pode vir a apresentar a alopecia. É importante frisar que nesta enfermidade além de acontecer a queda acentuada de cabelos, não há a reposição deles. Todos os dias se perdem de 70 a 100 fios por dia naturalmente. A Alopecia Feminina é qualquer tipo de queda de cabelo que ocorre em mulheres, de acordo com o dr. Marcelo Pitchon a principal causa deste mal é genética. “A principal causa é exclusivamente genética, herdada de pai, mãe ou de ambos. Transtornos autoimunes, que também têm influência genética, podem provocar diferentes alopecias. O tratamento com alguns medicamentos, como os quimioterápicos, também pode ser causa de alopecia, em geral, temporária. Súbitas alterações hormonais podem provocar queda de cabelo temporária, como ocorre na gravidez ou quando é interrompido ou iniciado o uso de pílula anticoncepcional,” elucida o médico. Referência em medicina capilar, dr. Marcelo Pitchon acaba de coordenar o XX Congresso Internacional de Cirurgia de Restauração Capilar nas Bahamas. No Brasil, a alopecia feminina atinge cerca de duas milhões vítimas. A doença costuma se manifestar na adolescência, por volta dos 14 anos de idade. Dr. Marcelo ressalta que é “preciso estar atento à queda, pois algumas vezes, quando se percebe, já se perdeu até 50% dos cabelos”. Um dos indícios de que algo está errado é a diminuição da grossura do rabo de cavalo e aumento de testa e entradas. Na alopecia feminina a queda do cabelo geralmente é difusa e ocorre na parte superior e central da cabeça. Raramente a mulher fica totalmente calva como no homem. Dr. Marcelo Pitchon afirma que a alimentação influi pouco na doença, “a não ser em casos de desnutrição avançada,” afirma. Infelizmente não há cura para a doença, mas Dr. Marcelo diz que há possibilidade de tratamento que diminuem o sintoma. “Há como tratamento o uso de medicamentos para retardar a queda (Minoxidil) ou transplante capilar para resultado definitivo.” Existem também recursos cirúrgicos para a melhora da alopecia feminina. “O principal deles é o transplante folicular, que pode ser feito com fios raspados ou longos, no caso da técnica folicular Preview Long Hair de transplante com fio longo,” conta o médico. É importante estar atenta aos cabelos e saúde deles, a alopecia feminina pode causar problemas de autoestima, já que o cabelo, para mulher, compõe sua imagem é parte importante de sua figura. Mitos sobre a queda do cabelo: 1-Dormir com cabelo úmido; 2- Usar secadores, chapinhas ou tinturas; 3- Usar capacete; 4-Lavar cabelos apenas uma a duas vezes por semana; 5-Usar produtos para "desobstruir os poros".



seja sócio do clube dos carecas

Adquira o kit clube dos carecas.

Garanta já seu kit