A participação do Dr Google nos tratamentos da calvície

A participação do Dr Google nos tratamentos da calvície

É com enorme prazer que venho até vocês para convesar sobre um colega que apesar de não ter inscrição no Conselho Regional de Medicina atua como médico, o Dr Google. É fato que a internet veio popularizar informações técnicas em todas as áreas do conhecimento. Apesar disto, nunca vi ninguém sair contruindo ponte ou prédio porque aprendeu como se faz pela internet através de uma rápida consulta no Google. Ao contrário, na área da saúde, é comum percebermos que os conhecimentos médicos brotam na rede e o Dr Google passou a ser o médico de tudo e de todos. Por ele se consegue informações sobre diagnósticos, exames complementares e tratamentos das mais diversas doenças. É como se, de repente, todo mundo pudesse estudar, elaborar os conhecimentos e tomar decisões. Muitas vezes tentando atuar como médico. Se o Fulano buscou informações na net e agora pode tratar seu problema sozinho recebe o título de Dr Fulano Google, e resolverá por conta prórpia exercer a “sua medicina”. Em alguns casos o Dr Fulano poderá inclusive tratar parentes e amigos. Afinal tornou-se um expert no assunto. Sabe tudo sobre o problema em questão. Para os amigos, que se deslumbram com o “vasto” conhecimento exibido enche a boca para falar: li tudo sobre o assunto na internet. Quando o tema é calvície, a coisa fica ainda pior. É na calvície que o Dr Google tem seu mais vasto campo de atuação. O paciente que começa a perder cabelos, antes mesmo de procurar um médico, costuma agir de forma a buscar alternativas para o seu problema. Escuta as dicas dos avós, do pai, da mãe, dos amigos, vai a farmácia ou supermercado em bisca de xampus antiqueda e, é claro, faz pesquisa no Google. Por vezes se depara com sites como este, o do Clube dos Carecas, que tem comprometimento com informações sérias e que utiliza da consultoria médica para esclarecimento das dúvidas de seus usuários. O que eu considero ideal quando se trata de informações sobre saúde. Porém, na maioria dos casos a pesquisa ao Google permite o acesso a uma enormidade de outros sites não comprometidos com a verdade e a ciência. Mitos, mentiras, charlatanismo e mais um monte de bobagens são apresentadas aos seus frequentadores. O resultado é uma enormidade de informações falsas e um monte de maneiras de ludibriar os usuários a ponto de fazê-los perderem tempo e dinheiro com condutas inadequadas. Há ainda o risco da automedicação, estimulada por estes sites. Risco que, tenho convicção que muita gente que lê este texto agora está correndo pois tem tomado remédio sem orientação de um médico de verdade, e sim do Dr Google. Consultar o Google é interessante e positivo se você cair no site certo, com informações corretas e baseadas em conhecimentos médicos/científicos. Porém infelizmente esta não é uma constante e a maioria dos sites na internet não prezam por esta conduta. É legal atender um paciente que tem consciência de seu problema, conhece seu caso e entende como um tratamento poderá evoluir porque leu na internet. Fico feliz quando atendo pacientes bem orientados e entendedores sobre o problema que os aflige. Isto até permite uma discussão mais franca e aberta entre médico e paciente durante a consulta, além de facilitar a solução de outros problemas como reduzir efeitos colaterais e reações adversas ao tratamento. Infelizmente, nem todos os usuários da pesquisa ao Google entendem que a internet deve ser um caminho para o esclarecimento e para que venhamos a adquirir mais consciência sobre os seus problemas. O que passar disto poderá ser perigoso para a saúde e fará com que o usuário perca tempo e mais cabelos.



seja sócio do clube dos carecas

Adquira o kit clube dos carecas.

Garanta já seu kit